Amigos

Professora de Artes Plásticas formada na Universidade Mackenzie ,que sente, ama e cria Artes.

Minha foto

Artista plástica e professora na rede municipal de São Paulo.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Obras do Masp chegam ao Rio de Janeiro


CCBB-RJ abre exposição de obras do MASP sobre a figura humana

O Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro (CCBB-RJ) inaugura nesta quarta-feira (8) a exposição Entre Nós - A figura humana no acervo do MASP, com mais de 100 obras dos maiores nomes da arte mundial, como Rafael, Francisco de Goya, Amadeo Modigliani, Vicent Van Gogh, Pablo Picasso, Edgard Degas, entre outros;  e da arte brasileira, José de Almeida Júnior, Anita Malfatti, Cândido Portinari, Lasar Segall e Victor Brecheret.
A exposição apresenta a diversidade de formas de representação da figura humana como meio de demonstração de poder do clero e da aristocracia, da adoração de deuses e santos, da mimetização do real, da transformação da sociedade e da própria arte nos séculos 19 e 20. São mais de 100 obras dos maiores nomes da arte mundial, do acervo do MASP: Rafael, Francisco de Goya, Amadeo Modigliani, Vicent Van Gogh, Pablo Picasso, Edgard Degas, entre outros;  e da arte brasileira, José de Almeida Júnior, Anita Malfatti, Cândido Portinari, Lasar Segall e Victor Brecheret.

Abrangendo um arco histórico que se inicia entre os anos 900-1200 D.C., com as peças pré-colombianas, e vai até os dias de hoje, estabelecendo um recorte cronológico e um diálogo entre as distintas formas de representação e culturas, a exposição abre com peças do acervo que reúnem as mimetizações do sagrado na arte da Europa Medieval, da África e da América pré-colombiana, compondo um diálogo entre os diferentes eixos da coleção do MASP.
Da Europa pré-renascentista, a mostra traz a Nossa Senhora com o Menino (1310-20), um dos motivos mais presentes na arte do período, esta atribuída ao Maestro de San Martino alla Palma, e Cristo Morto (1480-1500), de Niccoló di Liberatore dito l’Alunno. O jovem Rafael apresenta seu domínio da perspectiva e dos recursos compositivos e narrativos que o fez se destacar entre os artistas de seu tempo com Ressurreição de Cristo (1499-1502). As obras estão em diálogo com a escultura Sant'Ana e a Virgem criança, criada no século XVIII por um escultor baiano desconhecido, e esculturas da divindade Yorubá, presente em tribos da região do Congo e da Nigéria.

O Renascimento é o momento em que a pintura se volta para a busca da do humano na construção de um caráter exemplar, inserido no contexto histórico. Na mostra, esse novo tempo está representado nas obras de artistas holandeses como Oficial Sentado, 1631, de Frans Hals, e Retrato de um desconhecido, (1638-40), de Anton Van Dyck, obra inspirada na estética de Tizziano, que traz a representação de um ideal individual de nobreza por meio da figura de um melancólico aristocrata inglês.

Vincent van Gogh, A arlesiana, 1890, acervo MASP
Vincent van Gogh, A arlesiana, 1890, acervo MASP.

Tags: acervo, arte, artistas, ccbb, cultura, masp.
Postar um comentário